Pela prece podemos fazer três coisas louvar, pedir e agradecer (LE, 659). A eficácia da prece está na dependência da renovação íntima do homem, em que deve prevalecer a linguagem do amor, do perdão e da humildade para que ele possa assim, de coração liberto de sentimentos negativos, agradecer a Deus a dádiva da vida.

As preces devem ser feitas diretamente ao Criador, mas também podem ser-lhes endereçadas por intermédio dos bons Espíritos, que são os Seus mensageiros e executores da Sua vontade. O espírito protetor, anjo da guarda, ou bom gênio, é o que tem por missão acompanhar o homem na vida e ajudá-lo a progredir. É sempre de natureza superior, com relação ao protegido. Quando se ora a outros seres além de Deus, é simplesmente como a intermediários ou intercessores, pois nada se pode obter sem a vontade de Dele.

Clique nos links abaixo para ter acesso ao conteúdo abordado em cada uma das faixas etárias do Projeto:

Grupo 4 a 6 anos
 
Grupo 7 a 10 anos
 
Grupo 11 a 13 anos
 
Grupo 14 a 16 anos

contendo os objetivos do encontro e uma síntese sobre as qualidades da prece, além de como, quando e onde orar. Trata ainda dos conceitos de anjo de guarda, espírito protetor, familiar ou simpático. O encontro tem início com uma série de perguntas a respeito da música “A Montanha” de Roberto Carlos e finaliza com um exercício de contrução de uma prece pessoal.